segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Tripeiros de Lisboa

Li hoje n'A Bola que o speaker do Restelo teve esta brilhante frase no jogo contra o clube do cavalo marinho: "Uma salva de palmas para o senhor pinto da costa, que ajudou o belenenses num momento tão crítico em termos financeiros".
Ajuda não é?
Seus vendidos, são mais um clube sem identidade própria. São iguais ao clube da cor da hortaliça. Não têm voz própria e andam a reboque dos outros a apanhar as migalhas.
Percebem agora porque é que nas antevisões dos jogos contra o Benfica, os treinadores têm um discurso totalmente diferente e contra o cluberrupto já dizem que um empate era bestial.
Este belenenses tem o maior estádio do Mundo. É tão grande, tão grande, que nunca enche. Peçam ao vosso amigo que vos ajudou, para vos arranjar mais sócios.
Amiguinhos...

4 comentários:

Duque de Loulé disse...

Tão amigos que eles são.
Viva o salvador do belenenses. Viva o novo profeta que ajuda os clubes em crise.
Basarocos.
Vão na cantiga e vejam a 2ª divisão a aproximar-se.
Abraços

Jotas disse...

Também li e isto só vem provar algo que eu venho dizendo e que parece que o meu Benfica anda distraído.
A corrupção com arbitragem está perigosa, digo mesmo ferida de morte, esse foi talvez o unico aspecto positivo do apito dourado.
As novas formas de corupção são agora o arranjar uma cambada de vassalos, a quem se empresta imensos jogadores em troca de favores, os quais vão desde um menor empenho nos seus jogos, ao facto de ter aliados nas votações das decisões da Assembleia Geral da Liga de modo a que seja chumbado tudo o que possa afectar o Porto (como no inicio da época, se chumbou a proposta do benfica para que a simples tentativa de corrupção fosse punida com descida de divisão) e passar o que lhes interessa.
Uma vergonha, assim se ganham títulos.

Anónimo disse...

http://www.videosdoglorioso.com/

Anónimo disse...

Realmente, que (pouca!) vergonha!...
Ao "qu'isto" chegou, como dizia "o outro"!...
Movem-se processos judiciais, descobrem-se autênticas abominações e poucas-vergonhas de todo o tipo entre Câmaras Municipais (CERTAS Câmaras...), Clubes (CERTOS clubes) e Patos Bravos (CERTOS patos-bravos); contamina-se (Contamina-se??!! INFECTA-SE!) o quadro competitivo das mais diversas, subtis e até não-tão-subtis-como-isso maneiras de modo a manter bem forrados os bolsos de "pintos", "galos" e "garnizés" parolos mas vivaços e ninguém "dá por isso", ninguém (ou muito poucos...) acham "estranho".
Uns ficam verdes de felicidade por na escudela lhes cairem umas migalhas, outros "azulam" de gozo com as migalhas das migalhas desses e quanto a mudar "isto", NADA!
Que diabo se pode afinal fazer para correr com certa "malta" que (agora um pouco mais na sombra mas enfim!) continua a "teleguiar" influências e a viciar paulatinamente resultados?
Os árbitros podem vir "de fora"; e os juízes?
Também terão de vir de lá com eles?...
Bom, se não fôr de Nápoles ou da Sicília até pode ser essa a solução, porque não?...

Carlos Machado Acabado