sexta-feira, 20 de março de 2009

São 2 cervejas para esta mesa, por favor

Vamos lá à final.
Esta prova, por enquanto, é um troféu menor. Ainda não está enraizada, nem é dada a devida importância por parte dos clubes e adeptos, mas daqui a uns anos todos quererão ganhá-la. Não só para fazer parte do museu, como está ao alcance de clubes de “menor” dimensão, mas também porque todos quererão ficar na história do futebol Português e aí, esta prova não será minimizada. Quanto mais não seja por uma questão de rivalidades contabilísticas de troféus. No final deste jogo um dos clubes poderá dizer: “ Eu tenho e tu não”. O certo é que assistimos ao nascer de uma prova que daqui a uns tempos será valorizada.
Mas vamos então a uma pequena (muito pequena) análise à final do troféu que tem parecenças com a taça do Mundo, mas em versão espuma e em copo girafa.
Acho que não vai ser um grande espectáculo de futebol. As 2 equipas não vão arriscar muito, pois terão medo de errar e cair na desorientação. Não vai ser um jogo aberto. Pronto. (espero estar redondamente enganado, mas esta é a minha percepção).
Depois de retirarem os papelinhos da sorte do necessaire Louis Vuitton do miguel vaidoso, calhou o árbitro lucílio, O Baptista. Já sabemos, se o jogo não estiver a correr de feição para a sua equipa, ele tratará de repor a ordem.
O jogo é contra o clube cor de hortaliça. É uma final. Então, siga, só pode ser para ganhar.

FORÇA BENFICA
SEMPRE CONTIGO

4 comentários:

Duque de Loulé disse...

Ó Pedro já assumias a calvície. Esse penteado deve ser moda lá na horta.
Grande Rui, sempre elegante, com estilo e classe. Um Senhor este magano :))

Saudações Gloriosas

Maestro disse...

Amigo lutador

Em relação ao post anterior gostava de te dizer que tambem concordo com uma politica de estabilidade, por isso quero o Quique mais um ano. Só assim poderemos partir com alguma vantagem na proxima epoca visto os nossos adversarios muito provavelmente irem mudar de treinador.

Quanto ao post em questão, é claro que quero ganhar mas se não ganhar não vou fazer um bicho de 7 cabeças. Fico triste mas paciencia.

Um forte abraço a todos os educados Benfiquistas frequentadores deste blog

Carlos Machado Acabado disse...

A mim, confesso, incomoda-me profundamente (e humilha-me!) ver o Benfica reduzido a "isto": à esperança de ganhar um troféu ao qual outros chegaram a considerar pura e simplesmente faltar (e acabaram por comparecer, é verdade, mas com a "reserva"...) e esse ser O ÚNICO a que o Clube pode aspirar para não ficar mais um ano literalmente a zero!...
É triste!
Apetece-me não ver nem ouvir o jogo e ignorar por completo o resultado final.
Sinceramente.
É, de resto, muito provavelmente o que vai acontecer.
Se me dissessem, no início da época, com o investimento feito e as expectativas criadas, que ia ser assim, não acreditava.
Choca-me, aliás, o modo como o treinador perspectivou este "joguinho" "a brincar", modo esse que ilustra, aliás, na perfeição o desconhecimento total dele relativamente à "cultura benfiquista": falando da sua... "ilusión" de ganhá-lo--a ele ou ao campeonato!
Como se fosse a mesma coisa ser campeão nacional (e ir à Champions, facturar, reforçar o prestígio do Clube) ou vencer esta "coisinha" menor, esta "taça-de-Portugal dos pobres" puramente local, concebida, no fundo, para os grandes treinarem e rodarem jogadores e os pequenos darem a si mesmos a ilusão de algum protagonismo competitivo...
Que tristeza!...

Jotas disse...

Conto deitar umas quantas cervejolas abaixo durante o jogo, lá isso conto.