quinta-feira, 14 de maio de 2009

Pensamentos e coisas...

Indefinição do treinador
Já chega com esta indefinição em relação à continuidade ou não de Quique Flores. Com esta envolvência toda em torno do novo treinador, já se sabe que não ficará no Benfica. Acho que a Direcção já deveria ter tomado medidas em relação a QF. Ou sim ou não! Agora estar a começar a preparar a época e ainda não ter resolvido esta situação… não me parece de bom senso (caso ainda não tenham falado com Quique). Alguém já percebeu se vem um novo treinador ou se este vem treinar juntamente com o Flores?!?
A máquina tem que estar em sintonia e Quique ficou isolado, nem lhe valendo o Rui Costa.
Quique sempre teve uma postura pouco habitual no futebol português. Foi sempre diplomático em relação às arbitragens e talvez isso tenha enfraquecido a sua imagem. Estamos habituados a reclamar, a defender a nossa dama e não se viu isso da parte dele. Talvez não tivesse ninguém por trás dele a dar-lhe indicações que tinha de fazer pressão nesse ponto (!), talvez por isso o Director de comunicação tenha ganho algum protagonismo ou talvez não o quisessem expor em demasia.
Léo
O Léo merece todo o meu respeito, mas interrogo-me o porquê de vir falar nesta altura em que as coisas não estavam famosas para o Quique. Pressão? Até deu jeito!
Mudança
A mudança deve vir de fora (e aí é um recomeço de situações) ou de quem está por dentro dos problemas, tenha passado por eles, sabe onde errou e talvez agora tenha as soluções?
Quando se diz que tem de haver mudanças, atenção a elas, mudanças tem havido todos os anos… e resultados… muito poucos.
Há que haver disciplina e organização. Até quando fomos campeões houve mudança de treinador, este quis sair de livre vontade alegando qualquer coisa.
Os processos do passado não podem ser repetidos.
Época
A Equipa começou bem o campeonato e em Janeiro estávamos em 1º… invictos. Tínhamos os melhores jogadores do campeonato e uma equipa, teoricamente, competitiva. Depois deixaram de saber fazer as coisas e não se ganharam jogos que estavam ao nosso alcance. Contra equipas acessíveis a equipa facilitou muito e com objectivos altos não é admissível não mostrar supremacia, nomeadamente em jogos na Luz.
Arbitragens
Se falar delas, anulo tudo o que disse anteriormente e tudo se resumirá a isso, mas não se pode dissociar estas de certos jogos, mas também não se pode culpar ou desculpar tudo à conta das arbitragens, nomeadamente as exibições da equipa.
Objectivos
Os objectivos da equipa têm de ser repensados. O principal é ganhar e estar em finais para, logicamente, serem ganhas, mas pensemos ao contrário.
E se os resultados ficarem aquém do esperado?
E se o treinador e jogadores não atingirem o que lhes é pedido no inicio de cada temporada? Não são penalizados?
Não estou a dizer que não se recebam indemnizações (ao assinar um contrato de trabalho, o trabalhador fica salvaguardado com uma indemnização para o caso de despedimento, dependendo da razão deste), mas no caso da época ser um fracasso o clube é que paga e é a dobrar, desportiva e financeiramente.
Se recebem prémios de jogo em caso de vitória, deviam ser responsabilizados em caso de derrota ou não? Aí, talvez lutassem para cumprir os objectivos e afinal não se pede nada de outro mundo para a dimensão do Benfica que não seja ganhar títulos e quem vem para o Clube sabe muito bem disso.
Aparte
Os jogadores não são despedidos, mas estes têm poder para despedir um treinador.
Gaspar Ramos
Este senhor, outrora ligado ao Benfica, veio, mais uma vez, falar dos males da administração. Soluções apresentadas? Nenhuma! Disse que o Benfica não devia contratar Scolari, pois era treinador de selecções e não tinha perfil para treinar clubes! É contra o Jesus, pois o novo treinador do Benfica não devia ser português! Referiu que havia muitos outros nomes para escolher, mas quantos ele mencionou? Zero!
Jardel
Ouvi hoje no RCP o Jardel a falar e adivinhem o que ele estava a dizer? Pois, estava a oferecer-se ao Benfica. Diz que estava disponível e que com ele em campo o SLB era campeão, que ia dormir descansado, acordar cedo, que estava a recuperar a forma e mais umas quantas coisas com bastante nexo. Que caraças! Mas alguém lhe deu fichas para o casino? Não? Então porque é que ele insiste em vir para Lisboa? Ah pois é, temos muitas casas de varão, vulgo boites, para ele se distrair!

12 comentários:

Anónimo disse...

JESUS É QUE NÃO! POR AMOR DE DEUS!!!!

Maestro disse...

A palhaçada continua.

Essa do jardel então é hilariante.

Com Jesus ja não tinhamos esse cavalheirismo todo, e eu acho que essa foi a principal razão para continuarmos a ser roubados.

Para o ano vamos ver o Jesus a dizer que somos a melhor equipa em portugal, e que somos roubados e etc.

Para o ano vamos ter um Benfica guerreiro e nada passivo.

Abraço amigo Lutador

Anónimo disse...

http://onojobenfica.blogspot.com/

Vocês cairão na 2ª divisão se existe justiça no Mundo!

Abra um post sobre o estoril-gate, o calabote, a "inscrição do Ricardo Rocha", etc.

Rui Miguel Soares disse...

existe com cada doente neste mundo, devem ter o cerebro entulhado com a azia.

Estoril-Gate ? um jogo que o estoril fez no algarve, para ter uma maior assistencia ?
O que o Benfica tem a ver com isso ? O jogo mundou-se do campo do Estoril para o estadio da Luz ?
Tenta ver é quantas equipas é que conseguem ir jogar ao algarve e terem lucro. Conheço uma que lá foi ajudar o Farense e deu prejuizo.
E os jogos que o Benfica fez no Bovista quando tinha o estadio em obras ?
O Lion fez isso recentemente e uma actitude inteligente do ponto de vista financeiro.
O Sporting joga para a taça, em casa com o barreirense num campo maior e nada se passa.

Se não fosse o Benfica nem sequer tinhas um blog.

Jardel na Luz ? não fica muito distante do elefante branco ? O Olivais e Moscavide tem um campo bem perto do Casino de Lisboa.
É dificil que o Jardel tenha sucesso na Luz, o Olegario só marca penaltys contra o Benfica.

Abutres ? Nos bons momentos sempre estão ao nosso lado, nos maus estão sempre contra nos.
Nos somos demasiados fieis para desistir, estaremos sempre ao lado do Benfica, não vivemos do Benfica, não precisamos deles para aparecer e sempre, mas sempre o apoiaremos.

Futuro Treiandor ? Quique e com os 2 adjuntos Portugueses a orientar os treinos e a preparação dos jogos.

am disse...

Caro amigo

Para mim, a sequência de insucessos desportivos da gestão de Luís Filipe Vieira no SL Benfica teria uma solução óbvia. Apostar num treinador que quisesse ficar no SL Benfica 4 ou 5 anos, dar-lhe espaço e tempo para errar, até porque seria difícil fazer pior que aquilo que tem sido conseguido, e deixá-lo construir a base de uma equipa a partir da formação do clube.

Caso contrário, será mais uma vitima de um clube à deriva.

Para que conste, atendendo às circunstâncias do clube, se eu mandasse alguma coisa no Benfica, o primeiro treinador que contactava para suceder ao Quique Flores era o Scolari.

Abraço

PS - O Jardel não é para levar a sério. Era mais um para juntar ao Mantorras.

Rui Miguel Soares disse...

Mas como ficar 4 ou 5 anos se assim que perde os primeiros pontos começa a ser assobiado na luz ?

Tal como já quiseram a vinda do Fernando Santos, do Camacho, do Queiroz e do Scolari, os Benfiquistas agora pregam aos 4 ventos que o salvador da pátria é o Jorge Jesus.
Mas quando perder os primeiros pontos, vai voltar a chover pedras e vão pedir um novo treinador.

E se for pior se o treinador escolhido não foi Jorge Jesus, o que diram os adeptos ? vão dizer "Bem que tinha dito, com o Jesus tinhamos ganho e os pontos até valiam a dobrar".

Muito mal se trata este nosso Benfica.

Petição disse...

POR UMA REVOLUÇÃO NO FUTEBOL EM PORTUGAL:
http://www.ipetitions.com/petition/revolucaofutebolportugal/

Rui Miguel Soares disse...

Veiga/Jesus 1 -v- Benfica/Quique 3

Carlos Machado Acabado disse...

Já aqui o disse uma vez e repito-o agora: é preciso descaramento para procurar sujar a qualquer preço o nome do Benfica, numa tentativa desesperada para arranjar... "parceiros" para a autêntica pouca-vergonha que tem sido o futebol em Portugal, nestas últimas décadas, com a cumplicidade dos poderes mediático, político (?) e judicial!...
"Estorilgate"??!!
"Caso Calabote"??!!
Apenas um exemplo do disparate (para não dizer outra coisa...) que tudo isto é: no ano em que se deu o tal "tenebroso"... "caso Calabote", o Benfica teve um jogo com o Belenenses repetido na QUINTA-FEIRA antes do fim de semana em causa!!!
Dominava os "corredores" e as "caves" do futebol como durante as décadas mais recentes aconteceu com o "sabão azul-e-branco"???!!!
Dominava-o e teve de jogar com aquele que, durante muitos anos, foi o "quarto grande" dois dias antes do jogo decisivo??!!
Tenham mas é juízo!...
Ah! E quanto ao Jesus: quem me dera, ham?...
Quem me dera que fosse verdade!...
Quando o Pedroto apareceu, quem dava um "tostão" por ele como treinador?...
E já mais recentemente, quando aquele "tradutor do Bobby Robson" que todos nós conhecemos andava a "partir pedra" por Leiria quem diria que havia de vir a revelar-se o "special one", o "speziale" que hoje ninguém tem coragem para negar que seja?...
E quando o Guttmann chegou a Portugal para ganhar duas Taças dos Campeões Europeus com o Benfica?
Dele chegou a dizer-se que era conhecido... "lá na rua dele" por ter sido... bailarino!
Alguém acredita que um homem que não consegue perceber que tem ali à mão (e o senta paulatinamente no banco!) o melhor ponta de lança a jogar em Portugal; que passa a vida a brincar "às trocas" de guarda-redes e defesas centrais; que não percebe que as grandes equipas não podem ficar reféns de UM sistema de jogo, sobretudo quando os jogadores de que dispõe não se encaixam (ou ele não sabe fazê-los encaixarem-se) pura e simplesmente nele; alguém acredita, dizia, que um homem assim, depois de mandar às urtigas tudo o que era objectivo da época, ficou, de repente, o treinador de que o Benfica precisa para reconquistar o SEU lugar no futebol nacional??!!
A mim (que gosto MUITO do Benfica!) só me ocorre dizer: "Não me lixem!"
Será por acaso que "os outros" já o tinham designado para suceder ao Jesualdo?...
É que eles podem ser corruptos mas parvos e masoquistas é que eles não são, não!...

Jotas disse...

Para se ganhar é necessário estabilidade, um projecto coerente e investir no domínio das estrutras do futebol, vulgo arbitragem, infelizmente é uma triste realidade.
Mais a sério e pensando apenas em futebol, julgo que a palavra continuidade ou médio e longo prazo, não existem no Benfica, o qual muda tudo ao 1º percalço e é isso que urge mudar, sob pena de todos os anos serem ano 0, se gastarem milhões que não existem e nunca mais os jogadores sentirem e verem o que significa o Benfica.

Bugz disse...

Já referi noutro blog Benfiquista, fala-se tanto dum possivel sucessor do Quique. Fala-se do Jesus, Scolari. Porque não um Álvaro Magalhães, que enquanto foi adjunto, viveu o Benfica. Esse ao menos sabe o que é o Benfica, conhece o Benfica.

Chamem-me parvo à vontade, mas é apenas uma opinião e vale o que vale.

Saudações Benfiquistas.

Benfica de sempre e para sempre.

Carlos Machado Acabado disse...

Pois mas... a estabilidade tem de ser a estabilidade das coisas boas, não das que já deram mais do evidentes provas de falharem em momentos e aspectos essenciais que vão do domínio objectivo (erros tácticos repetidos; total incapacidade para ler o jogo, reagir e "dar-lhe a volta" em tempo real; inépcia nas contratações; conformismo confrangedor em todas as situações do jogo e fora dele, etc. etc.) ao subjectivo (aptidão para desinibir e empolgar os jogadores, capacidade para envolvê-los em objectivos ganhadores à dimensão do Clube e por aí fora).
Ou seja, numa palavra: vale mais a corajosa admissão do erro do que a persistência cega e obstinada nele!
Isto não tem nada que ver com antipatias pessoais ou desrespeito pela pessoa do 'Quique' que me parece, sinceramente, um tipo sério e educado: tem a ver, sim, com questões muito concretas de identidade futebolística e de cultura clubista!