segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Para mim já chega de presentes!

O mercado brasileiro está novamente na berra e os jogadores que estão a chegar são todos craques... de youtube! Espero enganar-me redondamente!
Os Nossos jogadores estão a ser cobiçados e será que não temos jovens que possam incorporar a Equipa Principal? Se começarem a jogar com os habituais, ganham ritmo competitivo de 1ª liga. Não esperem por um jogo mais acessível para largarem os putos no meio do relvado! Chega uma altura em que têm de estar junto dos mais influentes, entrar e partilhar o espírito da Equipa, darem-se com os melhores e ganhar confiança.
Estamos a formar para depois entregá-los a Rio Aves, Carregados, Mafras, etc?
Não sou contra a chegada de mais estrangeiros, aliás nos Juniores temos vários, mas também temos boas alternativas portuguesas... a actuar em Portugal!
PS: Não sei se este meu negativismo pelos novos reforços tem alguma coisa a ver com o livro que acabei de ler há instantes, "12 erros que tramaram o nosso Benfica". É que os 2 últimos erros falam sobre o Artur Jorge, as brilhantes contratações e Vale e azevedo!

4 comentários:

Carlos Machado Acabado disse...

Um problema terrível é que, em alta [em... altíssima!] competição] a partir de um dado grau de grandeza, ser bom não chega: é preciso fazer a diferença.
Um Miguel Vítor, por exemplo [ou um Nuno Assis, para dar outro exemplo] um competentíssimo defesa e um médio criativo capaz de arrancar magníficas "jogas" bastam para um Braga, um Guimarães e por aí adiante mas.. bastarão quando se almeja construir uma equipa para competir com os Liverpools, os Arsenais, os Lyons, os Bordéus e por aí adiante?...
Esse é que é, na minha modestíssima [mas também... 'vermelhíssima!] opinião o problema dos clubes que querem "dar o tal salto qualitativo" para o grande mercado competitivo europeu e mundial.
Ter um 'Javi' Garcia é estupendo: o homem é um poço de competência e energia.
Mas... e se se aleija?
Se baixa de forma?
Se se acomoda?
Nos Clubes como o nosso não se pode falhar, não se tem o direito a fazê-lo.
Não se pode esperar que o Keirrison "acorde" de vez ou que o Weldon esteja nos seus dias.
Daí, acho eu, a busca contínua de segundas [e, por maioria de razão, primeiras!] linhas de grande nível, sejam elas portuguesas ou não.
Eu costumo, neste contexto, dar o exemplo dos supermercados: será que algum se preocupa [a não ser---lá está!---por razões práticas, muito pragmáticas] com a nacionalidade dos produtos que vende, das agências publicitárias a que recorre ou dos empregados que contrata?
Com os Arsenais, os Chelseas [com os grandes clubes britânicos de hoje] os Lyons, os Madrids e por aí adiante passa-se o mesmo---e com o Benfica é preciso [é inevitável!] que outro tanto aconteça.
Já com a selecção... mas essa é outras questão que não vem agora ao caso...

editor69 disse...

Amigo...sem stress...eles vão valer...
digo eu...bom ano novo...com BENFICA CAMPEÃO!

Rui Magalhães disse...

Concordo com o comentário do senhor Carlos.

O Benfica precisa de ter alternativas e sérias, aliás o jogo com o Porto foi a prova disso, pois com tantos castigados precisamos de estar precavidos.

carrega Benfica!!!

Petição disse...

POR UMA REVOLUÇÃO NO FUTEBOL EM PORTUGAL:
http://www.ipetitions.com/petition/revolucaofutebolportugal/